Início Artigos de aquário de água doce MOSSOS AQUÁTICOS PARA TANQUES DE ÁGUA DOCE

MOSSOS AQUÁTICOS PARA TANQUES DE ÁGUA DOCE

0
MOSSOS AQUÁTICOS PARA TANQUES DE ÁGUA DOCE

Se você gosta da ideia de um tanque plantado, mas não está pronto para assumir a carga de trabalho extra, comece pequeno, com alguns musgos aquáticos. Quando você imagina um tanque plantado de água doce, provavelmente imagina um tanque abastecido com plantas de folhas largas como espadas amazônicas e talvez até mesmo algumas plantas flutuantes como higrófila. Você pode, no entanto, estar menos familiarizado com os musgos aquáticos. Os musgos aquáticos são uma excelente adição ao tanque de água doce e fornecem uma série de benefícios significativos, além de aprimorar a estética do tanque.
Existem vários tipos de musgos aquáticos para escolher e a maioria é muito fácil de cultivar no aquário doméstico. Se você gosta da ideia de adicionar algumas plantas vivas ao seu tanque, mas não quer colocar muito esforço ou manutenção extra, os musgos aquáticos podem ser a opção certa para você. Leia mais para aprender o básico sobre o que os musgos aquáticos podem fazer pelo seu aquário e quais variedades são as melhores.

O que são musgos aquáticos?

Os musgos aquáticos são classificados como briófitos – este nome é tradicionalmente usado para todas as plantas terrestres que não possuem tecido vascular. Também incluídas neste agrupamento estão as plantas de hepática e de hornwort. Como os musgos aquáticos não têm tecido vascular, eles não podem transportar água e nutrientes com a mesma eficácia – é por isso que os musgos não crescem mais do que alguns centímetros de altura. Os musgos não produzem raízes, mas “rizóides” que são usados ​​para se fixar à superfície de rochas e outras estruturas. Essas plantas também não produzem flores ou sementes. Em vez disso, eles produzem esporos que são transportados pelo vento ou pela água para uma área adequada para germinação.

Benefícios do musgo

Além de melhorar a estética de um aquário de água doce, os musgos aquáticos fornecem uma série de outros benefícios. Por exemplo, musgos aquáticos contribuem para melhorar a qualidade da água, absorvendo nitratos e outros nutrientes da coluna d’água. Embora a maioria das plantas aquáticas exija altos níveis de iluminação e fertilizantes para facilitar esse processo, os musgos aquáticos não. Como todas as plantas vivas, os musgos aquáticos produzem oxigênio como um subproduto da fotossíntese, que pode ajudar a manter os níveis ideais de oxigênio na água do tanque. É importante observar que, embora os musgos aquáticos possam melhorar a qualidade da água em seu tanque, eles não devem ser usados ​​como substitutos para as trocas regulares de água.
Outro uso popular para musgos aquáticos é em tanques de reprodução. Os musgos aquáticos moles são ideais como meio de desova, especialmente para peixes que espalham ovos. Os alevinos recém-nascidos de espécies de peixes vivos também gostam de se esconder em musgos aquáticos. O cultivo de musgos aquáticos em um tanque de reprodução também pode fornecer alimento para alevinos recém-nascidos, porque os organismos microscópicos tendem a se desenvolver em torno do musgo.

Leia também  O QUE É UM TANQUE SEM FILTRO E COMO EU CULTIVO UM?

Cultivando musgo aquático

Cultivar musgo aquático em seu aquário doméstico pode ser diferente de cultivar plantas vivas tradicionais. Por exemplo, musgos aquáticos geralmente preferem temperaturas mais frias entre meados e pouco mais de 70 anos. Os musgos aquáticos podem se adaptar a temperaturas mais altas, mas crescerão mais lentamente. Outro requisito para o cultivo de musgo aquático é fornecer uma superfície na qual o musgo possa se fixar. Uma superfície áspera como troncos ou rocha é ideal. Para ancorar o musgo a uma superfície, você pode simplesmente espalhar o musgo na rocha ou madeira flutuante e prendê-lo com uma linha de pesca. Você também pode colocar a superfície e o musgo no tanque separadamente e, eventualmente, o musgo encontrará seu caminho até lá.

Ao cultivar musgo aquático, você precisa estar ciente de que algumas espécies de peixes provavelmente se alimentam dele. Os comedores de algas siameses, por exemplo, são famosos por se alimentarem de musgo aquático. Algumas espécies de camarões de água doce também se alimentam de musgos. Se você deseja garantir que seus musgos não sejam perturbados, evite mantê-los em um tanque com espécies herbívoras de peixes. Suplementar a dieta de seus peixes com bolachas de algas ou vegetais frescos também pode ajudar a desencorajá-los de comer seus musgos.

Tipos de musgos

Existem vários tipos diferentes de musgos aquáticos, mas alguns são mais populares do que outros. Abaixo, você encontrará uma visão geral de alguns dos musgos aquáticos mais populares:
Musgo de Java – talvez seja o tipo mais popular de musgo aquático e também é muito fácil de cultivar. Este musgo se desenvolve em uma variedade de condições e pode ser mantido em tanques com iluminação alta ou baixa. O musgo de Java é nativo do sudeste da Ásia, por isso tem melhor desempenho em águas quentes, embora seja resistente o suficiente para tolerar uma variedade de condições de aquário. Este musgo pode ser enraizado no substrato ou ancorado em rochas ou madeira flutuante.
Musgo de Natal – o musgo de Natal é conhecido por suas folhas em forma de árvore, de um verde brilhante. Este tipo de musgo requer um pouco mais de luz do que o musgo de java para crescer e pode ser muito atraente quando preso a troncos. Se você tiver um tanque de alevinos ou um tanque abastecido com invertebrados de água doce, o musgo de Natal oferece uma cobertura excelente para proteger esses habitantes dos peixes. Este musgo pode tolerar diferentes condições de tanque, mas cresce melhor em águas mais frias abaixo de 25 ° C.
Musgo de Cingapura – o musgo de Cingapura é outra espécie atraente de musgo e, como você pode esperar, é nativo de Cingapura. Este tipo de musgo produz grandes aglomerados de folhas medindo cerca de 1,3 mm de comprimento com pontas afiadas. O musgo de Singapura é muito fácil de cuidar e cresce em diferentes formas e espessuras, dependendo das condições do tanque. Esta espécie pode até crescer fora da água.
Musgo Pavão – Musgo pavão é uma espécie recém-cultivada que se assemelha à cauda de um pavão em exibição. Este tipo de musgo é muito diferente das outras espécies e prefere águas mais frescas. O musgo pavão produz frondes de formato triangular, outra característica que o diferencia de outros musgos.
Musgo chorão – Esta espécie de musgo é única porque cresce para baixo em vez de para cima. O musgo úmido é mais atraente quando ancorado em madeira flutuante, pois forma um tapete que se estende até o chão do tanque. Este musgo é um pouco mais complicado de crescer porque requer um equilíbrio de nutrientes ou então pode ficar coberto de algas pretas.
Flame Moss – Este tipo de musgo tem esse nome devido ao seu padrão de crescimento único. Enquanto a maioria das espécies de musgo cresce lateralmente, esta espécie cresce verticalmente de uma forma retorcida. O musgo flamejante é particularmente eficaz como cobertura de fundo, embora, com o tempo, também possa ser enraizado em troncos.
Quando se trata de cultivar musgos aquáticos em seu aquário de água doce, você tem muitas opções para escolher. O importante a lembrar é que quanto melhores forem as condições do seu tanque, mais o musgo irá prosperar. Faça um esforço para manter a temperatura da água estável e alta qualidade da água em seu tanque e você não terá problemas para cultivar musgos aquáticos.

Leia também  Perfil das espécies: Cleans Cave Tetra

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui